Quinta, 04 Agosto 2022

Estabelecimentos não poderão exigir CPF no ato da compra

O descumprimento da medida acarretará multa de R$ 10 mil, que será dobrada a cada reincidência

O Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) tem sido solicitado pela maioria dos  estabelecimentos comerciais sob os mais diversos argumentos, até mesmo nas compras feitas em dinheiro. Isso quando os vendedores não solicitam outros dados, como endereço, celular e e-mail. Para evitar esse constrangimento e o uso indevido de dados pessoais, a Câmara Municipal do Rio de Janeiro aprovou, em 2ª discussão, o Projeto de Lei 937/2021, que veda a exigência de CPF como condição de compra nos estabelecimentos da cidade.  

De acordo com a proposta, o descumprimento da medida acarretará multa no valor de R$ 10 mil, dobrada a cada reincidência, sendo os valores arrecadados revertidos em favor do Fundo Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (FUMDC).  

Segundo disposto no projeto, caso o pagamento da multa não seja efetuado dentro dos prazos fixados, haverá a inscrição do débito em dívida ativa, além das demais cominações legais contidas na legislação municipal. A matéria, de autoria dos vereadores Átila A. Nunes (PSD), Dr. Carlos Eduardo (PDT) e Marcos Braz (PL), seguirá para sanção ou veto do prefeito Eduardo Paes.  

Veja abaixo os demais projetos aprovados e suas respectivas autorias.

 

Proposta que amplia Programa de Economia Criativa é aprovada em 1ª discussão 

Projeto de Lei 1301/2022 - Altera a lei que institui o Programa de Economia Criativa no âmbito do Município do Rio de Janeiro (Lei nº 7.373/2022). A finalidade da proposta é aprimorar seus dispositivos. Aprovado em 1ª discussão, o projeto voltará à pauta em 2ª votação. 

A matéria prevê que os incentivos fiscais às atividades relacionadas nos distritos de economia criativa poderão corresponder à isenção ou redução de alíquota do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN), desde que a unidade prestadora do serviço esteja dentro do distrito e os serviços sejam prestados a partir dessa unidade. A proposta também autoriza o Poder Executivo a conceder, mediante lei específica, isenção da Taxa de Fiscalização de Localização, Instalação e Funcionamento. 

Caberá ainda ao Poder executivo realizar a cessão e a permissão de uso de bens públicos, bem como a concessão, gratuita ou onerosa, por prazo certo, mediante procedimento público de seleção, visando à instalação e ao funcionamento de atividades e serviços como residências artísticas, incubadoras e aceleradoras, infraestrutura compartilhada (coworking), plataformas de difusão das atividades da economia criativa, mostras, festivais, exposições, shows e feiras; entre outros. 

Assinam a matéria os vereadores: Átila A. Nunes (PSD), Comissão de Justiça e Redação, Comissão de Administração e Assuntos Ligados ao Servidor Público, Comissão de Assuntos Urbanos, Comissão de Cultura, Comissão de Abastecimento, Indústria, Comércio e Agricultura, Comissão de Ciência, Tecnologia, Comunicação e Informática, Comissão de Educação e Comissão de Finanças, Orçamento e Fiscalização Financeira.

 

Academias de ginástica terão que ter fisioterapeutas para assistir alunos com doenças e deficiências

Projeto de Lei nº 886/2021 - Obriga a presença do profissional fisioterapeuta nas academias de ginástica para assistência e monitoramento de pessoas matriculadas que possuam deficiência físico-funcional ou doença musculoesquelética, cardiovascular, pulmonar, metabólica, entre outras. A matéria foi aprovada com emendas, em 2ª discussão, e seguirá para sanção ou veto do prefeito Eduardo Paes.  

Autor: Felipe Boró (Patriota)

 

Proposta veda exigência de Certificação de Entidade Beneficente de Assistência Social para instituições atuarem como Organizações Sociais

Projeto de Lei nº 1009/2022 - Revoga a exigência de apresentação de Certificação de Entidade Beneficente de Assistência Social (CEBAS) como condição de qualificação como Organização Social para atuar na área da saúde. O certificado isenta as organizações da obrigação de recolher contribuições sociais. O projeto foi aprovado em 1ª discussão e voltará à pauta em 2ª votação.  

Autores: Marcio Santos (PTB), Felipe Michel (PP) e Pedro Duarte (Novo)

 

Câmara cria o Título de Mérito Esportivo Mestre Hélio Gracie  

Projeto de Resolução nº 18/2022 - Cria o Título de Mérito Esportivo Mestre Hélio Gracie, no âmbito da Câmara Municipal do Rio de Janeiro, a ser conferido a pessoas ou entidades que tenham prestado relevantes serviços à causa do esporte. A matéria será analisada em 1ª discussão e em 5ª sessão.  

Hélio Gracie foi o patriarca da família Gracie, um dos grandes responsáveis pela difusão do Jiu-Jitsu no Brasil e idealizador do estilo de arte marcial brasileira, conhecido como Jiu-jítsu brasileiro (Brazilian Jiu-jítsu). A matéria voltará à pauta em 1ª discussão e 2ª sessão.

Autores: Marcelo Arar (PTB), Felipe Michel (PP) e Marcos Braz (PL).

 

 

Veja também:

Ago 12, 2022

Agora é lei: escolas do Rio terão programa de prevenção ao câncer de pele

Os alunos da educação infantil e fundamental I na rede de ensino municipal e particular…
Ago 11, 2022

Conselho de Ética aprova relatório final que pede a cassação do mandato de Gabriel Monteiro

De forma unânime, os membros do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara do Rio…
Ago 11, 2022

Operadoras de transporte por aplicativos deverão conceder gratuidade para cadeirantes

Em sessão ordinária realizada nesta quinta-feira (11), a Câmara Municipal do Rio de…
Ago 11, 2022

Audiência pública discute proposta de criação de Política de Dados Abertos no município

Com o intuito de discutir o Projeto de Lei no 552/2021, que institui a Política de Dados…
Ago 11, 2022

Plano Diretor: áreas militares no entorno de Realengo passam a ter parâmetros construtivos

A Câmara do Rio esteve em Bangu, nesta quarta-feira (10), em mais uma audiência pública…
Última modificação em Quinta, 04 Agosto 2022 18:39

Câmara Municipal do Rio de Janeiro
Palácio Pedro Ernesto
Praça Floriano, s/nº - Cinelândia
Cep: 20031-050
Tel.: (21) 3814-2121
E-mail: ascom@camara.rj.gov.br

Acesse o site antigo



© 2021-2022 Câmara Municipal do Rio de Janeiro